3 ferramentas para ajudar você a fazer um bom gerenciamento do seu tempo

Trabalhar e ser mãe não é fácil. Então eu trouxe 3 ferramentas para você fazer um bom gerenciamento do seu tempo e conciliar melhor carreira e filhos!

Quando eu fiz minha pesquisa de mercado muitas mulheres responderam que seu maior desafio para ser criativa é conciliar demandas. De fato ser mãe e trabalhar é difícil. Ser mãe e empreender mais ainda!

Para podermos ser boas mães e ainda construirmos nossa carreira precisamos ser boas para organizar o tempo. E ter as ferramentas certas, cujo uso comprovadamente funciona, ajuda muito!

Mas primeiro eu quero que você faça um exercício, por que não adianta a melhor das ferramentas se você estiver tentando dar uma de Atlas…

Tira de Laerte. Fonte.
Pensa comigo…

Pegue um papel e anote aí tudo o que você acha importante caber no seu dia a dia. Uma lista mesmo.

Feito? Então agora coloque uma nota de 1 a 5 para o grau de prioridade de cada coisa, sendo o 1 algo indispensável, que se não for feito você ou alguém morre ou fica doente… e 5 algo beeem secundário, mas que ainda precisa ser feito.

Quantos números 1 e 2 têm na sua lista? Sabe quantos deveria ter? Não mais do que dois ou três.

Porque quando tudo é prioridade absoluta, na verdade, nada é! Prioridade é apenas aquilo que é principal, essencial mesmo, e não dá pra tudo ser essencial ao mesmo tempo.

Então, antes de usar qualquer uma das ferramentas abaixo, você tem um desafio! Ordenar essas coisas todas na sua lista em uma lista de prioridades crescente e definir o que você não vai tentar encaixar na sua rotina neste momento.

Não se preocupe. Eu sei que bate a ansiedade, mas você precisa lembrar que ninguém tem que dar conta de tudo. Você não esperaria isso de outras mães, não é? Então, vamos pegar um pouco mais leve com você.

Defina quais tarefas irá delegar e para quem. Quais você irá adaptar, fazer de um jeito diferente. E de quais você não abrirá mão. Faça isso com ZERO culpa.

Afinal, é o seu momento de vida, e se você tentar dar conta de tudo o que vai acontecer é você não dar conta de quase nada e ficar muito frustrada!

Essa é a parte mais difícil, e você pode precisar da ajuda de um profissional (pode ser uma psicóloga, por exemplo) para conseguir. Tá tudo bem! Se precisar, cuida disso e depois volta aqui pra ver as ferramentas, ok?

Se você já fez esse primeiro passo, parabéns! Continue lendo para conhecer as ferramentas que eu separei pra te ajudar 😉

Planejamento semanal

Uma tabelinha simples, com os 7 dias da semana e os períodos ou horas do dia. Ali você vai fazer o seguinte:

  • anotar os compromissos fixos, que toda semana são iguais (não esqueça de incluir refeições, transporte e seu autocuidado aqui!)
  • estimar o tempo que você precisa para fazer cada tarefa
  • distribuir sua lista de tarefas por período (você pode definir, por exemplo, que toda segunda à tarde vai cuidar de tarefas domésticas e toda terça trabalhará no computador, daí você sempre ordena as tarefas domésticas na segunda à tarde e as de computador na terça)
  • checar as tarefas conforme sejam realizadas
3 ferramentas para ajudar você a fazer um bom gerenciamento do seu tempo: planejador semanal
Um exemplo de planejador semanal

A vantagem dessa ferramenta é a previsibilidade: você pode colar na parede e ver como será sua semana toda só de bater os olhos!

A desvantagem é que ela pode ser um pouco rígida demais pra quem não tem uma rotina tão estável.

Post-its

Para quem se dá melhor com listas do que com a definição de períodos fixos para cada atividade, o bom e velho post-it resolve muito bem!

Mas não se esqueça de que é mais fácil de bagunçar a agenda caso você agrupe tarefas de tipos diferentes num mesmo post-it e se não tomar cuidado você pode acabar perdendo algum…

A vantagem dessa ferramenta é que ela é flexível e adaptável, cabe em qualquer agenda ou porta de geladeira.

A desvantagem é que como você não define com precisão quando cada tarefa será feita corre o risco de ficar sempre postergando e acabar fazendo só quando não der mais pra adiar de jeito nenhum.

Então não recomendo usar só os post-its se você tiver tendência a procrastinar.

Planners e habit-checkers

Essa ferramenta pode ser usada como complemento das duas anteriores e serve para organizar atividades que pretendemos fazer com uma certa frequência.

Você pode baixar vários modelos diferentes na internet, usar aplicativos ou construir seu próprio bullet journal se curtir manualidades… O importante aqui é ter espaço organizado para ir anotando toda vez que fizer aquela atividade.

A vantagem é que você consegue acompanhar seu desenvolvimento e ter mais motivação para criar um novo hábito.

A desvantagem é que você precisa ter bastante disciplina e separar um tempinho para fazer suas anotações todos os dias, então requer por si só criar um novo hábito diário…

Você pode criar uma atividade “anotar o que fiz no dia” no seu planner =)

Como isso tudo pode ajudar a ter mais qualidade de tempo no trabalho e com meu filho?

Isso é um assunto longo que posso abordar num próximo post. Mas posso te adiantar que há duas coisas principais que ajudam:

  1. você condiciona seu cérebro a fazer sempre aquela mesma coisa naquele mesmo horário, isso com o tempo faz você conseguir mais foco e rendimento;
  2. como você sabe que cada coisa terá seu momento, você fica menos ansiosa e consegue estar mais presente no presente para aproveitar cada momento como ele é!

Eu pessoalmente gosto muito do efeito número 2!

3 ferramentas para ajudar você a fazer um bom gerenciamento do seu tempo: Sofia e eu curtindo
Curtindo um momento com minha pequena sabendo que vou ter tempo para as outras coisas depois <3

Você conhece alguma outra ferramenta além dessas? Me conta nos comentários! E aproveita que está por aqui para ler também nossas 5 dicas para ser mais criativa sem fazer muito esforço, nossos 3 passos simples para fazer uma chuva de ideias e as dicas de como lidar com o desânimo na hora de empreender!